Livro-reportagem discute homicídios ocorridos em Juazeiro e Petrolina

. 12 março 2010


Relatos sobre três homicídios que ocorreram na cidade de Juazeiro-BA e Petrolina-PE, que foram julgados, mas ainda causam indignação nas famílias pois não foi demonstrada a culpa dos réus nos crimes. Este foi o tema do livro-reportagem “Artigo 121: Lágrimas da Impunidade”, apresentado quarta-feira por Fernanda Barros, graduanda em Comunicação Social em Jornalismo em Multimeios, na Universidade do Estado da Bahia (UNEB).


Segundo Fernanda, a temática foi escolhida a partir de experiências que teve durante um estágio, e pelo interesse pelo jornalismo investigativo. “Quando era estagiária, fazia ronda e todos os dias aconteciam mais de um homicídio. No entanto não existia um retorno daqueles casos. E isso me incomodava muito. A população sentia o impacto da notícia sobre o crime, mas como meio de comunicação não tínhamos condição de avançar, porque não havia um fato novo”, explica.

O livro “Artigo 121: Lágrimas da Impunidade” é uma narrativa não linear dividida em quatro partes: Crime, Vida, Realidade e Impunidade. E conta a história dramática de três crimes que ficaram impunes. “O livro é um protesto, uma forma de dar voz às famílias das vítimas, para que elas falem das suas dores e mágoas. Um meio de provocar a sociedade e minimizar essas ações”, declara Fernanda.


A banca de defesa do Trabalho de Conclusão de Curso foi composta por Macelle Khoury (orientadora), Geovani Siqueira e Tereza Leonel.


Por Juliane Peixinho
Fotos: Emerson Rocha